xampu para os cabelos
condicionadores para os cabelos
tratamento para os cabelos e calvície
nossos produtos
livro indicado
conheça nossas ofertas












Tratamento para os cabelos e a calvície

As correntes elétricas têm aplicações médicas e estéticas no organismo humano.

Conhecer seus efeitos, suas corretas utilizações e contra-indicações é imprescindível para quem trabalha com terapia capilar.

Técnicas como a iontoforese, o desincruste, a alta- frequência, associadas aos raios infra-vermelho e ultra violeta, ao vapor de ozônio, as máscaras de argila, a drenagem linfática, a massagem capilar, a fitoterapia, a aromaterapia e a orientação nutricional, representam papéis importantes para a limpeza profunda, a umectação, a nutrição e a estimulação do couro cabeludo e dos cabelos.

Todas elas são fundamentais para o tratamento capilar.

A Massagem para os cabelos
Há milhares de anos que, na China, a massagem faz parte do sistema de medicina tradicional.

Segundo os chineses, a massagem promove o fluxo da energia vital – o chi – ao longo dos meridianos do corpo e, por isso, pode ser usada em uma diversidade de problemas.

O Shiatsu é uma forma de massagem que atua especificamente sobre os pontos em que se acredita que os meridianos estão mais na superfície da pele.

Quando massageados, eles ativariam o fluxo da energia vital.

Já a medicina ocidental comprova os efeitos da massagem sobre o hipotálamo com a produção das endorfinas e a diminuição do hormônio do estresse (o cortisol) no sangue.

Afora esses aspectos, a ativação do retorno venoso decorrente da massagem facilita a circulação e a oxigenação dos tecidos e, assim, potencializa a ação dos óleos essenciais e demais produtos tricotróficos aplicados no couro cabeludo do cliente.

A Massagem Capilar se divide em duas partes:
1 - A drenagem linfática
Todas as células do corpo são banhadas pela Linfa, um líquido leitoso cuja função é remover as toxinas e bactérias dos tecidos. Ela é composta de 96% de água e representa 15% do peso corporal, sendo a sua função reabsorver e devolver para a corrente sanguínea as proteínas plasmáticas que constantemente abandonam os capilares sanguíneos.

A Linfa trafega por uma rede de pequenos canais (os Ductos Linfáticos) que se interligam uns aos outros até atingirem o sistema venoso.

A drenagem linfática do couro cabeludo estimula o escoamento da Linfa para os Linfonodos, oportunizando para o local um plasma sanguíneo renovado, carregado de nutrientes essenciais.

Os Ductos Linfáticos do couro cabeludo se dividem em:
a - Os da região frontal que terminam nos Linfonodos Auriculares Anteriores.
b - Os da região têmporo-parietal que vão aos Linfonodos Parotídeos e Auriculares posteriores.
c - Os da região ocipital que terminam parte nos Linfonodos ocipitais e parte nos Linfonodos cervicais profundos inferiores.

A Linfa é vertida na corrente sanguínea nas junções das Veias Jugular e Subclávia nos dois lados do pescoço.

O compasso da Drenagem deve ser pressionar / relaxar.

2 - A massagem
Os movimentos da massagem são de deslizamento, amassamento e fricção por todo o couro cabeludo, inclusive na nuca e no trapézio.

A massagem começa na parte frontal da cabeça e nas têmporas, continua na nuca e termina no alto do crânio.

A massagem favorece o contato dos óleos essenciais com a superfície do couro cabeludo, incorporando-os à camada córnea, favorecendo assim suas absorções.

Sessões regulares de drenagem linfática e massagem capilar contribuem para ativar o metabolismo do couro cabeludo, revitalizando os folículos pilosos.

Lembre-se sempre das contra-indicações formais que são as áreas inflamadas, machucadas ou que apresentem problemas no sistema linfático.

A aromaterapia para os cabelos

Os tratamentos naturais, por apresentarem menor probabilidade de causarem efeitos colaterais, estão cada vez atraindo mais pessoas.

A Fitoterapia (cura pelas plantas) é reconhecida pelos órgãos governamentais como uma técnica cientificamente validada para o tratamento de variadas condições de saúde.

A Organização Mundial da Saúde incentiva esta prática terapêutica.

A Aromaterapia é uma parte da Fitoterapia que consiste em utilizar os óleos essenciais das plantas com fins terapêuticos.

Conhecidos desde 6.000 anos atrás, quando já eram utilizados pelos egípcios, os óleos essenciais são hoje aliados importantes nos tratamentos capilares.

É comprovada a eficácia dos óleos essenciais nas suas ações anti-sépticas, cicatrizantes, anti-infecciosas e estimulantes do couro cabeludo.

Frize-se que estes óleos só serão efetivos se tiverem sido convenientemente extraídos e corretamente conservados.

Ao escolher o melhor óleo para cada caso, o profissional recomendará ao cliente não lavar a cabeça após o procedimento, para que o mesmo seja bem absorvido pelo couro cabeludo.

Poderá também recomendar algum óleo para ser aplicado em casa pelo próprio cliente.

Os óleos essenciais sempre serão diluídos em óleos vegetais denominados de carreadores.

O óleo carreador será escolhido dependendo do tipo de couro cabeludo do cliente.

Clientes que apresentarem alergias, hipertensão, epilepsia, gravidez, couro cabeludo sensível, ferimentos, inflamações ou problemas do sistema linfático, necessitarão cuidadosa avaliação, pois para eles existem contra-indicações formais do uso de certos óleos.


Quanto você sabe sobre cabelos? Responda nosso teste e descubra!

Atualize seus conhecimentos e agregue valor a seu trabalho.

Seu problema é calvicie? Saiba mais sobre a calvície através de nossa parceria .
 Tricologia · Assessoria · Cursos · Produtos Rua dos Andradas, 1137 Sala 1916 · Centro · Porto Alegre · Fone: 51 3286 4035
© Tricologia por Aldeia - Agência de Internet